Ahparaneo no Facebook

sábado, 4 de setembro de 2010

Empreendedor minuto

Você será o mesmo ano após ano, exceto pelas pessoas que conhecer e pelos livros que ler.
(do livro O Empreendedor minuto, pág. 30)

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Foi o vira-lata!


O Filé, aquele cachorro companheiro que citei na última coluna existe. (coluna impressa do jornal A comarca) Filé é meu vizinho e é um Rotweiller. Conhece todo mundo na rua e desconhece quem não é da área. Claro, óbvio. Tenho que dizer que é um pouco complicado para os estranhos e para o carteiro pois ele mostra os dentes para qualquer ser que não lhe foi devidamente apresentado. Mas o Filé não tem instinto assassino e não morde só por morder. Na rua pequena aqui de casa posso afirmar que ele é popular e brinca, inclusive, com os outros cães da rua, das outras casas, sim, porque cachorro de rua ele não gosta. O entregador do jornal apareceu aqui na minha casa outro dia perguntando quem era o dono do Rotweiller ao lado, pois ele havia lhe rasgado um pedaço da “japona”. Como sou amigo do Filé fui atrás desta história, este não era o tipo de comportamento do meu amigo. Filé nunca havia mordido ninguém na rua. Sei que ele consegue dar umas escapadelas por aí, que ele foge por debaixo do velho portão de madeira do meu vizinho, mas não posso denunciá-lo, temos um elo fiel. Descobri por intermédio do meu outro vizinho que o rasgo na tal “japona” do entregador não foi causado pelo Filé, foi um outro vira-lata metido a bravo que mora cinco casas depois da minha. Ele é novo na área e segundo o garoto fofoqueiro da esquina o “entregador-motoqueiro” lhe deu com os pés. Ah tá... Não preciso mais saber de nada. Tá tudo explicado! The end.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

O retorno dos soldados

Fantástico video americano que mostra vários reencontros de soldados com familiares quando chegam das guerras.

Buscar neste blog